top of page

Todo o site com parcelamento | Frete grátis nas compras acima de R$500

Frete grátis nas compras acima de R$ 500

Joias e religião: significados e relações 



As joias religiosas são mais do que simples adornos. Elas representam a fé, a devoção, a proteção e a identidade de quem as usa. Cada religião tem seus próprios símbolos, histórias e significados que se refletem nas joias que seus fiéis escolhem. Neste post, vamos explorar algumas das joias religiosas mais populares e suas relações com as crenças e as culturas que as originaram.


Joias cristãs

Um dos símbolos mais importantes do cristianismo é a cruz, que representa o sacrifício de Jesus Cristo pela salvação da humanidade. As joias com crucifixos são usadas como uma forma de demonstrar a fé e a gratidão pelo amor de Deus. Existem vários tipos de cruzes, como a cruz latina, a cruz grega, a cruz de São Bento, a cruz de Tau e a cruz de Malta. Cada uma delas tem um significado e uma origem específicos.

Outro símbolo muito usado nas joias cristãs é o peixe, que representa o acrônimo em grego de “Jesus Cristo, Filho de Deus, Salvador”. O peixe era um símbolo secreto usado pelos primeiros cristãos para se identificarem entre si, durante as perseguições romanas. Hoje, o peixe é usado como um sinal de pertencimento e de evangelização.

As joias com imagens de santos, anjos, Nossa Senhora e Jesus também são muito populares entre os cristãos, especialmente os católicos. Elas são usadas como uma forma de homenagear, invocar e agradecer a intercessão dessas figuras sagradas. Cada santo tem uma história, uma devoção e uma proteção específicas, que podem ser escolhidas de acordo com a necessidade ou a afinidade do fiel.


Joias judaicas

Um dos símbolos mais conhecidos do judaísmo é a Estrela de Davi, que representa a união entre o céu e a terra, o divino e o humano, o masculino e o feminino. A estrela é formada por dois triângulos entrelaçados, que simbolizam também as tribos de Israel, os dias da semana, os livros da Torá e os atributos de Deus. As joias com a Estrela de Davi são usadas como uma forma de expressar a fé e a pertença ao povo judeu.

Outro símbolo muito usado nas joias judaicas é a Menorá, que é um candelabro de sete braços que representa a luz de Deus e a sabedoria da Torá. A menorá era usada no antigo Templo de Jerusalém e é um dos símbolos nacionais de Israel. As joias com a menorá são usadas como uma forma de iluminar o caminho e a mente dos fiéis.

As joias com o Chai, que significa “vida” em hebraico, também são muito populares entre os judeus. O Chai é formado pelas letras hebraicas “chet” e “yud”, que somam o número 18, considerado um número de sorte e de bênção. As joias com o Chai são usadas como uma forma de celebrar e proteger a vida.


Joias islâmicas

Um dos símbolos mais importantes do islamismo é a Lua Crescente, que representa o calendário lunar, usado para determinar os meses, as festas e os ritos islâmicos. A lua também simboliza a renovação, a esperança e a fé. As joias com a Lua Crescente são usadas como uma forma de honrar e seguir a vontade de Alá.

Outro símbolo muito usado nas joias islâmicas é o nome de Alá, escrito em árabe. Alá é o único e supremo Deus dos muçulmanos, que é misericordioso, justo e poderoso. As joias com o nome de Alá são usadas como uma forma de louvar e invocar a presença de Deus.


As joias com o Ayat al-Kursi, que é o versículo mais importante do Alcorão, também são muito populares entre os muçulmanos. O Ayat al-Kursi fala sobre a grandeza, a soberania e a proteção de Alá. As joias com o Ayat al-Kursi são usadas como uma forma de se proteger do mal e de se aproximar de Deus.

1 visualização0 comentário
bottom of page